Greta Van Fleet diz que o rock ‘n roll é uma “espécie em extinção”

Escrito por em 27 de outubro de 2018

Greta Van Fleet tem sido considerado a salvação do rock ‘n roll atual, e acaba de lançar seu primeiro disco, Anthem of the Peaceful Army.

Agora quem resolveu comentar a situação do gênero nos dias de hoje foi a própria banda em uma entrevista à Rolling Stone. Na conversa, os membros concordaram com quem diz que o estilo está em decadência, e ainda deram sua própria opinião sobre os motivos para tal.

O guitarrista Jake Kiszka comentou:

Isso é o que destrói muita arte boa hoje em dia — correr atrás de tendências. Há um conforto em saber que você ganhará dinheiro. A gravadora contrata compositores para garantir que eles vejam o retorno de seu investimento porque — estruturalmente, cientificamente — a música funcionará. É cativante. É um fato matemático que as pessoas vão perceber de uma forma ou de outra. É por isso que é difícil em nosso mundo passar por isso. Quando você está fazendo algo verdadeiro, é fácil para alguém dizer: ‘Parece uma banda dos anos 60 e 70. É um som antigo.’ Para isso há a resposta: é porque a música significava algo durante esse período — muito mais do que agora. Era feita pelo artista para o artista. Era música para as pessoas.

O músico ainda foi mais fundo:

Mas o rock ‘n roll se tornou uma raridade. Não tem a essência que tinha — sua grandeza. As pessoas dizem que agora está morto, mas é uma minoria. É uma espécie em extinção. Vai precisar de jovens rapazes como nós na nossa geração para resolver isso.

Anthem of the Peaceful Army acabou de ser lançado — sob críticas bastante divididas — e, segundo o Greta Van Fleet, seu segundo disco pode chegar já no ano que vem.


Ao vivo

Ao Vivo

Current track
Título
Artist